Um ano sem Maguito: relembre a trajetória, veja as homenagens

Vilela morreu depois de ser eleito prefeito de Goiânia, mesmo estando há 83 dias internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para tratamento de complicações causadas pela Covid-19

Nesta quinta-feira, 13, completa-se um ano da morte do político Maguito Vilela. O então, recém-eleito prefeito de Goiânia, não chegou a assumir o cargo, sendo ocupado pelo seu vice Rogério Cruz. Vilela foi uma das 621 mil vidas brasileiras perdidas em decorrência do Covid-19.

Maguito morreu às 4h10 da quarta-feira, 13 de janeiro de 2020, após 83 dias de internação no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde tratava de complicações causadas pela Covid-19. Eleito com 277.497 dos votos (52,60% dos votos válidos), o político fez campanha no 1º turno por 21 dias até que, em 19 de setembro, testou positivo para Covid-19. Maguito chegou a ser internado em um hospital da capital, mas diante do agravamento de seu quadro acabou sendo transferido às pressas para o Albert Einstein, em São Paulo.

Antes de se eleger prefeito de Goiânia, em segundo turno, nas eleições de 2020, Vilela teve uma extensa carreira política: foi vereador, deputado estadual, deputado federal, governador, vice-governador, senador e prefeito de Aparecida de Goiânia por dois últimos mandatos. Aos 71 anos, Maguito era um dos políticos mais importantes do Estado de Goiás.

Em uma das homenagens, seu filho e atual candidato a vice-governador pela chapa de Ronaldo Caiado, Daniel Vilela afirmou que “por mais que a saudade seja enorme, por mais que meu coração ainda não tenha superado sua ausência, quero que o dia de hoje represente um fechamento de ciclo: o ciclo do luto, o ciclo da dor. E que venha apenas a boa saudade!”. A viúva do político, Flávia Teles, disse em sua conta privada do Instagram que “a única certeza que eu tenho é que o tempo não cura, ele faz é aumentar a saudade, a falta, o vazio”.

Maguito, deixou a esposa, Flávia, quatro filhos (entre eles Daniel Vilela), quatro netos e 1,5 milhão de goianienses órfãos.

Confira as homenagens prestadas ao político:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.