Turismo em Goiás volta a crescer e tem perspectiva de que em 2022 o resultado se iguale ao período pré-pandemia

Segundo Observatório da Goiás Turismo houve crescimento do volume de atividades turísticas de 115,5%, em julho deste ano

A retomada do turismo tem sido impulsionada, principalmente, pelo aumento na receita de empresas que atuam nos ramos de transporte aéreo, restaurante, hotel, rodoviário coletivo de passageiros e serviço bufê. Nesse sentido, os voos domésticos já recuperaram 80% dos níveis de passageiros que havia antes da pandemia da Covid-19 no Brasil. Já os voos internacionais, ainda estão longe da recuperação, com movimentação para o exterior de apenas 30%, segundo o Ministério do Turismo.

Dados divulgados pelo Observatório da Goiás Turismo, mostram que houve crescimento do volume de atividades turísticas no Brasil em julho deste ano, em comparação com o mesmo período de 2020. Os números são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que mostram que a expansão no país foi de 83%.

Em Goiás, o crescimento foi de 115,5%, no mesmo período. Apesar do avanço significativo, em relação ao mês anterior, ou seja, junho de 2021, o índice nacional de atividades turísticas cresceu apenas 0,5%. No Estado foi registrado uma retração de 1,9%. Houve um aumento da receita, em função do ajuste de preços de determinados serviços.

De acordo com o Observatório do Turismo, com o avanço da vacinação a população está mais confiante em realizar viagens. Além disso, devido às restrições internacionais, ainda vigentes, muitos estão focando nas viagens domésticas.

Goiás estima cenário positivo para 2022

Em Goiás, o presidente da Agência de Turismo do Estado (Goiás Turismo), Fabrício Amaral se diz otimista para o ano que vem, já que o setor foi bastante prejudicado durante esse período de pandemia. “Notamos uma queda. No primeiro ano tivemos muitas empresas fechando e outras com muitas dificuldades e essas três ondas que começava abrir e depois fechava prejudicou muito. Foi um ano e meio de dificuldade e desemprego e por isso é importante essa retomada agora”, disse.

A tendência e estimativa de Amaral é que, para Goiás, 2022 seja um ano igual ou melhor a 2019. Porém, o chefe da pasta estadual acredita que os protocolos sanitários devam permanecer de forma constante na vida dos goianos.

“Em Goiás hoje, consideramos que as empresas estão bem preparadas para cumprirem os protocolos. As prefeituras tem contribuído muito nesse processo de retomada, mas estamos atentos, não estamos esquecendo que essa questão da sanitização e dos protocolos eles vem para ficar e não tem data para acabar. Estamos voltando com a economia reaquecendo e muito emprego sendo reativado, mas os protocolos vieram para definitivamente para ficar”, afirma o presidente.

Réveillon e Carnaval em Goiás

O presidente da Goiás Turismo destaca, que ainda é cedo para se falar em como será as comemorações de Réveillon e Carnaval no Estado. Ele garante, que é preciso manter a atenção mesmo com cenário positivo para a retomada. “Acho muito cedo ainda, porque a doença é muito imprevisível, mas certamente neste ano ainda deve acontecer eventos menores e em 2022 no ritmo que estamos, acredito vamos conseguir voltar ao cenário de 2019 com grandes eventos e fluxo maior de pessoas, mas sempre olhando para os cuidados com a transmissão da Covid”, pontua Fabrício Amaral.
Em Fortaleza, durante participação na Abav Expo & Collab 2021, evento que reúne toda cadeia produtiva do turismo, Fabrício disse que vem com sentimento de esperança. “A Abav foi um evento teste com mais de 3 mil pessoas e todos vacinados e testados para que a gente possa estar replicando esses modelos de estrutura em Goiás”, completou.

Investimentos e promoção do Turismo em Goiás

O Ministério do Turismo espera atingir um patamar de 12 milhões de visitantes internacionais, que seria o dobro do recorde já registrado em 2018, com 6,62 milhões. Nos dois anos anteriores, os dados mostram que os números se aproximaram disso. Em 2019, se esperava bater os 7 milhões já que havia à isenção de vistos para americanos, canadenses, japoneses e australianos.

O que atrapalhou, teria sido a crise econômica na Argentina, principal emissor de turistas para o Brasil, representando mais de um terço do total. Com isso, o Brasil recebeu apenas 6,35 milhões de visitantes internacionais.

De acordo com Fabrício Amaral, hoje com o processo de retomada os pontos turísticos tem estado cheios, sobretudo os mais tradicionais de Goiás. E com intuito de valorizar ainda mais as belezas goianas, o governo tem investido em infraestrutura e promoções tanto em âmbito nacional quanto internacional.

“Estamos entregando no ano que vem seis obras de infraestrutura, entre elas na Chapada dos Veadeiros. Além disso, estamos investindo R$ 4 milhões no Caminho de Cora, estamos criando trilhas e lançando editais para fazer eventos públicos e privados sempre estimulando as pessoas a voltarem para os negócios. Em 2022 estamos ansiosos para que seja um grande ano para o turismo nacional e para o turismo de Goiás”, estima.

“Com a divulgação a tendência é que as pessoas deixem de ir para praias para procurar o interior e Goiás tem investido forte na promoção, feiras, contratação de artistas para divulgar os Estado. Tudo isso para colocar Goiás no caminho da rota nacional e até internacional”, reforçou.

Fórum Nacional de Secretários de Turismo

Fabrício Amaral foi eleito nesta semana presidente do Fórum Nacional de Secretários de Turismo (Fornatur), com mandato de dois anos e avalia que isso vai trazer grandes oportunidades para o setor nessa retomada.

O Fornatur é responsável por deliberar sobre temas importantes do Turismo brasileiro, incorporando as demandas estaduais, regionais e nacionais. O colegiado atua como órgão de assessoramento ao Ministério do Turismo, na preparação e na implementação do Plano Nacional do Turismo e na discussão dos principais programas e projetos do setor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.