TSE confirma cassação de prefeito e vice-prefeito eleitos em Goiatuba

Fora dos cargos desde 2013, prefeito e vice são condenados por compra de votos e outros crimes eleitorais

Reinaldo Candido já não ocupa o cargo de prefeito de Goiatuba desde 2013 | Foto: reprodução/Facebook

Reinaldo Candido já não ocupa o cargo de prefeito de Goiatuba desde 2013 | Foto: reprodução/Facebook

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por maioria, não acatou os recursos interpostos por Reinaldo Cândido (PSDB) e Ronaldo Salatiel (PP), respectivamente prefeito e vice-prefeito do município goiano de Goiatuba e confirmou cassação dos políticos.

De acordo com o advogado eleitoral Dyogo Crosara, a ação de investigação judicial eleitoral que resultou na perda definitiva dos mandatos envolvia abuso de poder econômico, compra de votos e gastos ilícitos em campanha eleitoral.

O prefeito e o vice-prefeito tiveram os mandados cassados ainda em 2013, mas entraram com recurso para revogar a decisão. Ainda no mesmo ano, foram afastados os vereadores Genusvaldo Galdino de Araújo (PSD) e Jubes Carlos Marques da Silva (PSDB), acusados de envolvimento nos crimes eleitorais.

Em 2013, o Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO) realizou, inclusive, uma eleição suplementar na cidade, que elegeu Fernando Vasconcelos (PMDB) e Elioenay Freitas Magalhães, que hoje exercem os cargos de prefeito e vice-prefeito da cidade.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.