TJ-GO nega ação do PT e mantém mandato do deputado Karlos Cabral

Desembargadores não analisaram o mérito por concluírem que julgamento cabe à Justiça Eleitoral

Deputado Karlos Cabral | Crédito: Y. Maeda / Alego

O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) negou ação movida pelo Partido dos Trabalhadores que requeria o atual mandato do deputado estadual Karlos Cabral – eleito pelo PT e hoje no PDT.

Por 3 votos a 0, os desembargadores chegaram à conclusão que a matéria não podia ser julgada na Justiça comum e deveria ser encaminhada à Justiça Eleitoral.

De acordo com a assessoria do deputado, o PT ainda pode dar sequência ao julgamento, mas como alguns prazos deveriam ter sido respeitados e já foram ultrapassados, o deputado insiste na tese de que irá vencer qualquer ação sobre o caso.

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa após a decisão, o deputado disse que não estava cantando vitórias, mas “celebrando uma justa decisão que o Tribunal de Justiça deu nesta tarde”.

“Hoje tive a confirmação de que meus passos estavam corretamente feitos sempre de acordo com aquilo que determina a Lei”, declarou.

Deixe um comentário