Thiago Albernaz diz que Solidariedade será partido competitivo para prefeitura de Goiânia

Deputado estadual afirma que pode disputar o Executivo municipal da Capital, mas que isso depende do conjunto partidário

Foto: Fábio Costa / Jornal Opção

Thiago Albernaz (SD) não nega seu interesse em disputar a corrida eleitoral ao paço municipal de Goiânia. O deputado estadual acredita que, no ano que vem, serão mais de dez candidatos, mas apenas quatro realmente competitivos. Questionado se o Solidariedade pode estar entre os líderes, ele diz que sim.

O parlamentar entrou na sigla em abril passado e garante que não tem ideia de trocar de partido. Thiago afirma, inclusive, que o Solidariedade passou na cláusula de barreira e deu a ele a oportunidade de vencer as eleições para deputado.

Sobre esse assunto, as novas regras de coligação, Albernaz pontua que a legenda já as utilizava, mesmo antes de ser Lei. “Nas últimas disputou com chapa pura. Para nós não é novidade, não vamos sofrer a mudança”.

Obrigações

Thiago ressalta, também, que, por sua posição, tem a obrigação de estruturar a chapa de vereadores. Ele que, como deputado estadual, é membro efetivo do diretório, quer dar condições para que candidatos pleiteiem o processo eleitoral em pé de igualdade e que se faça, ao menos, três cadeiras na Câmara de Goiânia.  

“Assim como fizemos para deputado estadual, vamos fazer por Goiânia”, diz ao lembrar que, além dele, há outro legislador na Assembleia pelo SD: Amilton Filho.

Sobre o diretório municipal, inclusive, Thiago diz ter intenção de assumir a presidência. Porém ele garante que isso não o fará trabalhar mais ou menos pela sigla. “Tenho um objetivo que será cumprido”, elucida ao falar novamente sobre a organização da chapa.

Prefeitura de Goiânia

Thiago Albernaz se diz preparado para disputa, uma vez que é deputado, tem base e já disputou como vice em 2016. “E por conhecer a esfera política do município”.

Apesar disso, o parlamentar assume que isso não depende só dele, mas do grupo. “Não é um decisão só minha, como foi de vereador e deputado. Depende do conjunto partidário, não de vontade própria”, adianta.

Apesar disso, ele afirma que disposição não falta. “Estou na política para defender um legado”, ressalta ao citar o avô, o ex-prefeito Nion Albernaz. “Tenho um sonho de chegar ao Executivo municipal, mas não tenho ansiedade. Ansiedade pode frustrar um projeto”, finaliza.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.