“Tenho orgulho de ser gay”, declarou CEO da Apple ao assumir sua sexualidade

“Considero que ser gay está entre os maiores presentes que Deus me deu”, disse. Tim Cook ressaltou que nunca escondeu o fato

O atual presidente da empresa Apple assumiu em um artigo publicado na “Bloomberg” nesta quinta-feira (30/10) a sua sexualidade pela primeira vez. “Tenho orgulho de ser gay, e eu considero que ser gay está entre os maiores presentes que Deus me deu”, disse. Tim Cook ressaltou que nunca escondeu o fato.

O CEO da Apple ainda afirmou que nunca sofreu nenhum tratamento diferenciado dentro da empresa em razão de sua orientação sexual. “Claro, eu tive sorte de trabalhar para uma companhia que adora criatividade e inovação e sabe que isso só pode aflorar quando se abraça as diferenças das pessoas”, declarou.

Assumir publicamente sua sexualidade foi, para Cook, uma decisão pensada em relação àqueles que não têm a mesma sorte em relação ao preconceito. Ele diz compreender que deixar isso claro poderia ajudar a sociedade a extinguir o conceito de diferença entre brancos, negros, homens, mulheres e homossexuais.

Apesar do discurso, o CEO afirma que não se considera um ativista. “Mas percebo o quanto tenho me beneficiado pelo sacrifício dos outros”, concluiu.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.