Tenente do exército encorajou líderes do povo marubo a “meter fogo” contra indígenas isolados

A declaração foi feita em um áudio conseguido exclusivamente pela Folha de S. Paulo

Aldeia Maronal na reserva do Vale do Javari, na Amazônia 21.05.2008 Foto: Roberto Stuckert Filho/ Arquivo O Globo

O tenente da reserva do Exército e também coordenador da Funai no Vale do Javari (AM), Henry Charlles Lima da Silva, incita em um áudio conseguido exclusivamente pelo Folha de S. Paulo, o povo marubo a disparar contra indígenas isolados em caso de situação de importunação.

No áudio, ele diz: “Eu vou entrar em contato com o pessoal da Frente [de Proteção Etnoambiental] e pressionar: ‘Vocês têm de cuidar dos índios isolados, porque senão eu vou, junto com os marubos, meter fogo nos isolados’”. A declaração teria sido feita, após membros da tribo isolada terem sequestrado, pela terceira vez, uma mulher de 37 anos da aldeia.

Os povos isolados a quem Henry se referia, estariam na região do rio Ituí e estão sendo investigados pela Frente de Proteção Etnoambiental Vale do Javari. Em outro momento do áudio, ele afirma que “se eles [os isolados] cometerem algum delito, alguma ameaça a vocês, a gente tem de ver o que pode fazer pra poder parar”. A ação de atacar povos isolados não é correta.

*Com informações do Folha de S. Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.