Temer teria doado R$ 1 milhão a Iris Rezende em 2014 com recursos de empreiteiras

Matéria do portal UOL mostra que o peemedebista goiano foi o segundo maior beneficiário de doações de empresas da Lava Jato a Temer durante campanha de 2014

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Reportagem publicada pelo portal UOL no final de maio revela que o ex-governador e ex-prefeito Iris Rezende (PMDB) teria recebido em 2014 a quantia de R$ 1,1 milhão do então vice-presidente Michel Temer (PMDB) para campanha ao governo de Goiás. Os recursos, segundo a matéria, seriam fruto de doações de duas empreiteiras envolvidas na Operação Lava Jato, a OAS e Andrade Gutierrez.

O atual pré-candidato à Prefeitura de Goiânia captou a segunda maior quantia doada por Temer, atrás apenas de Roberto Requião (PMDB-PR), sendo que ambos foram derrotados em seus respectivos estados pelos oponentes tucanos, Marconi Perillo e Beto Richa.

Conforme a publicação, ao todo, a campanha do vice-presidente repassou R$ 16,5 milhões a 76 candidatos a vários cargos e a oito diretórios regionais do PMDB.

As doações de empresas para campanhas são declaradas à Justiça eleitoral e, portanto, não são ilegais.

A chapa Dilma/Temer, no entanto, ressalva a publicação, é alvo de processos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que têm como um dos principais argumentos as doações das empreiteiras envolvidas na Lava Jato como “abuso de poder econômico”.

O mesmo ocorreu com o PT, que recebeu doações de empresas investigadas pela operação, e é alvo de denúncia de ter usado dinheiro de propina do Petrolão em campanhas eleitorais.

Em resposta à reportagem do UOL, o PMDB informou que “sempre arrecadou recursos seguindo os parâmetros legais em vigência no país”. Disse ainda que todas as doações estão “perfeitamente de acordo com as normas da Justiça Eleitoral”.

Procurado pelo Jornal Opção, o ex-governador Iris Rezende reforçou que todos os recursos captados na campanha de 2014 foram obtidos oficialmente. “Eu recebi dinheiro do Diretório Nacional do PMDB, recursos que vieram todos oficialmente. Não tem relação minha com empresa ou com quem quer que seja”, frisou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.