Tayrone di Martino continua sem partido

Vereador por Goiânia disse que tem conversado com lideranças, mas não revela nomes. Ele foi expulso por retirar nome da chapa que concorria ao governo estadual em 2014

Tayrone está sem partido há quase três meses | Foto: Eduardo Nogueira/Câmara de Goiânia

Tayrone está sem partido há quase três meses | Foto: Eduardo Nogueira/Câmara de Goiânia

O vereador pela capital Tayrone di Martino continua sem partido desde o fim de janeiro passado, quando foi expulso do Partido dos Trabalhadores (PT). O ex-petista relatou ao Jornal Opção Online nesta quarta-feira (29/4) que está conversando com “todos as legendas”, mas não citou nomes.

“Esta tem sido a pergunta que mais escuto: como está sua situação partidária?. Estou S/P, sem partido. Em breve vou anunciar”, disse, apontando para o painel com a lista de vereadores na Câmara Municipal. O diretório metropolitano da legenda expulsou Tayrone e Fesliberto Tavares (hoje no PR) no dia 30 de janeiro.

A dupla foi acusada de infidelidade partidária: o primeiro por ter retirado a candidatura a vice-governador na chapa de Antônio Gomide (PT) nas eleições de 2014. O segundo, por ter apoiado a reeleição do governador Marconi Perillo (PSDB) no segundo turno do mesmo pleito.

Os vereadores também foram cobrados pelos votos contrários a projetos da Prefeitura de Goiânia, sendo o mais emblemático deles a votação do reajuste do IPTU/ITU, em dezembro do ano passado.

Leia mais:
Cassação de Tayrone sugere que petista pode roubar, mas não pode votar contra IPTU

Deixe um comentário