Taxista é suspeito de participação em homicídios

Rafael Souza Santiago conduzia comparsas para a prática de crimes. Ele foi internado recentemente após levar tiros dos próprios companheiros

O taxista Rafael Souza Santiago foi preso temporariamente pela polícia por suspeita de envolvimento em dois homicídios. Segundo as investigações, os crimes teriam ocorridos nos dias 15 e 16 de abril, em Goiânia.

De acordo com o delegado Alexandre Netto Moreira, adjunto da Delegacia Estadual de Homicídios (DIH), Rafael tinha como comparsas Micael Luiz de Almeida Souza Lima e outros dois menores. A função dele era a de conduzir os responsáveis pelos assassinatos.

A suspeita é a de que Rafael seria o taxista que foi internado recentemente alegando ter sido vítima de tentativa de latrocínio. Porém, a polícia aponta que ele levou tiros dos próprios comparsas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.