Suspeito de matar ex-namorada em Trindade publicou vídeo intimidando outra mulher. Veja

Em recado publicado por Alexandre em suas redes sociais rapaz diz para ex-companheira: ” Você vai ficar comigo na mente para o resto da sua vida”

Alexandre de Assis, de 31 anos, acusado de matar a ex-namorada Yone Glória, de 21, por não aceitar o fim do relacionamento, já havia publicado no ano passado um vídeo onde tentava intimidar outra ex-companheira.

No vídeo divulgado nas redes sociais do suspeito em março de 2017 , Alexandre critica o fato de ser sido bloqueado pela ex.

“Deixa de ser imatura, deixa de ser trouxa. Eu não te bloqueei porque eu não preciso de você no meu face. Eu não te bloqueei porque eu não vou conversar com você.  Faz o que você quiser, mas fica o recado: não adianta me bloquear no Facebook, não adianta bloquear no Whatsapp. Você vai ficar comigo na mente para o resto da sua vida”, diz trecho do vídeo.

O caso

Alexandre de Assis, de 31 anos, teria pedido carona para um amigo para pegar um dinheiro, mas na verdade foi ao encontro de Yone Glória, de 21 anos, e a matou. De acordo com a Polícia Civil, os dois tinham um relacionamento de pouco mais de três meses e, no último domingo (11), a garota terminou o namoro, quando, então, foi ameaçada de morte.

Horas depois, da morte de Yone, Alexandre também foi morto a tiros.O amigo que deu carona, Deyvid Rodrigues Gomes, é apontado como principal suspeito do homicídio.

Em depoimento ao delegado Vicente Gravina, que é responsável pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Trindade, Deyvid afirma que deixou Alexandre em uma estrada em Abadia de Goiás e que após percorrer cerca de  200 metros escutou tiros e ao voltar já encontrou o amigo morto.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.