Suposto serial killer irá a júri popular pelo 21° caso de homicídio

Tiago Henrique será julgado pelo assassinato de Aleandro Santos, seu ex-colega de trabalho, morto a facadas em 2011

| Foto: Aline Caetano

Esta é a 21ª decisão de pronúncia conferida contra Tiago| Foto: Aline Caetano

O juiz Jesseir de Alcântara proferiu mais uma decisão de pronúncia contra o ex-vigilante Tiago Henirque. O suposto serial killer irá a júri popular pelo assassinato de Aleandro Santos Miranda, que trabalhava com ele na empresa Proguarda. Aleandro foi morto a facadas em novembro de 2011 enquanto trabalhava na guarita de um galpão da Coca Cola na Avenida Perimetral Norte.

Este é o 21º assassinato pelo qual Tiago irá a juri popular. A acusação é de homicídio triplamente qualificado por motivo torpe (repugnante, repudiável moralmente), recurso que dificultou a defesa da vítima e meio cruel.

Em primeiro depoimento, Tiago confessou ter cometido o crime. Quando foi interrogado novamente sobre o assassinato, ele disse não lembrar do momento exato em que matou o ex-colega, porque tinha consumido muita bebida alcoólica. Pelos depoimentos e pelos laudos, o juiz julgou haver indícios suficientes de que ele é o responsável pelo homicídio.

*Com informações do TJGO

Deixe um comentário