Suposto serial killer fica em silêncio durante mais uma audiência

Juiz Jesseir de Alcântara ouviu o vigilante e outras cinco testemunhas do assassinato de Wesley Alves Guimarães, ocorrido em 2013

| Foto: Aline Caê/ TJGO

Tiago é suspeito de ter cometido pelo menos 29 assassinatos em Goiânia | Foto: Aline Caetano / TJGO

O suposto serial killer Tiago Henrique compareceu nesta segunda-feira (27) a mais uma audiência na 1ª Vara Criminal de Goiânia. Na ocasião, o juiz Jesseir de Alcântara ouviu, além de Tiago, outras cinco testemunhas do assassinato de Wesley Alves Guimarães. Como já fez em ocasiões anteriores, o vigilante encostou a testa na mesa e não respondeu às perguntas.

Segundo o juíz, também foram ouvidos o delegado Murilo Gonçalves que fez parte da força-tarefa que investigou os crimes; um oficial de polícia; a mãe da vítima; e dois comerciantes da região em que o crime ocorreu. O homem, que tinha quarenta anos, foi assassinado na madrugada de 9 de fevereiro de 2013. Wesley estava embaixo da marquise de uma loja na Avenida C-4, no Jardim América, quando levou um tiro na cabeça.

Tiago já acumula 20 decisões de pronúncia, determinando seu julgamento pelo Tribunal do Júri. Ele é suspeito de ter cometido 29 homicídios na cidade. Quando foi detido, o vigilante assumiu a autoria de 39 assassinatos, mas depois disse ter sido coagido a se declarar culpado por alguns que não havia cometido.

Mais crimes

Na última sexta-feira (24), Tiago foi apontado pela Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH) como o autor do assassinato do casal Karine Faria e Mateus Morais, mortos em 2014 em uma lanchonete no Setor Leste Universitário. O ofício com o resultados dos exames realizados pelo órgão foi encaminhado pela delegada Lúcia de Oliveira ao Tribunal de Justiça.

Inicialmente, o suspeito do crime era um ex-namorado de Karine, mas o exame balístico indicou que as balas eram compatíveis com a arma de Tiago. O juíz Jesseir de Alcântara explicou que a investigação foi encaminhada ao Ministério Público para que o órgão dê o seu parecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.