STF solta ex-presidente da Juceg Rafael Lousa

Decisão foi do ministro Gilmar Mendes que entendeu que houve arbitrariedade na prisão

Rafael Lousa | Foto: Bruna Aidar/ Jornal Opção

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, acatou o pedido da defesa e suspendeu a ordem de prisão temporária contra ex-presidente da Juceg, Rafael Lousa.

A decisão ministro estendeu os efeitos da liminar que soltou Alexandre Bady, secretário de Transportes Metropolitanos de São Paulo afastado após ser alvo da Operação Dardanários. Na visão de Gilmar Mendes, houve arbitrariedade nas prisões.

“Do julgado se extrai a conclusão de que realizar o interrogatório não é uma finalidade legítima para a prisão preventiva ou temporária”, diz trecho da liminar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.