STF pede esclarecimento sobre anulação de bloco que apoiou Baleia Rossi

Após ser eleito para presidir Câmara dos Deputados, Lira anulou ato do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), ex-presidente da Casa, que havia aceitado registro do bloco que apoiou candidato derrotado Baleia Rossi

Nesta terça-feira, 2, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli deu prazo de dez dias para que o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, esclarça o ato que revogou o registro de um bloco parlamentar para eleição da Mesa Diretora da Casa. 

Após ser eleito para presidir a Câmara nesta segunda-feira, 1°, Lira anulou o ato do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), ex-presidente da Casa, que havia aceitado o registro do bloco que apoiou o candidato derrotado Baleia Rossi.

O novo presidente ainda determinou à secretaria-geral da Mesa o recálculo de distribuição dos cargos sem essas candidaturas . 

Após a decisão, o PDT recorreu ao Supremo e pediu a anulação do ato presidente. Segundo a legenda, houve “abuso de autoridade”. 

(Com informações da Agência Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.