STF decide anular condenações de Lula e devolver direitos políticos

Corte ainda irá apreciar suspeição do juiz Sergio Moro, considerado parcial no julgamento

Ex-presidente, Lula

O Supremo Tribunal Federal (STF) votou nesta quinta-feira, 15, pela anulação das condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Com o resultado, o petista poderá se candidatar à presidência em 2022.

Votaram favoráveis à anulação o ministro Edson Fachin, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Rosa, Weber, Alexandre de Moraes, Dias Toffoli, Cármen Lúcia e Luís Roberto Barroso. Os ministros Kassio Nunes Marques, Marco Aurélio Mello e Luiz Fux divergiram e defenderam que a decisão de Fachin fosse revogada.

No entendimento da Corte, as ações contra Lula extravasaram o âmbito da Petrobrás, objetivo das investigações da Lava Jato. No próximo dia 22, o STF deverá apreciar a suspeição do juiz Sérgio Moro, que foi considerado parcial ao condenar Lula pela Segunda Turma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.