O sobrinho-neto da ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva, foi morto a tiros na última terça-feira, 6, em Rio Branco, no Acre. Cauã Nascimento Silva tinha 19 anos, conforme divulgados pela própria ministra nas redes sociais.

“Cauã foi vítima da criminalidade que destrói vidas principalmente de jovens de bairros da periferia do nosso país. Que Deus sustente e console nossa família”, escreveu Marina no X, antigo Twitter. 

LEIA TAMBÉM

Onde está Marina Silva? O presidente Lula deveria querer saber

“Precisamos mudar o modelo de desenvolvimento respeitando a biodiversidade”, diz Marina Silva em Goiânia

A ministra foi diagnosticada com covid-19 pela terceira vez na semana passada e se recupera da doença. Em maio do ano passado, ela chegou a ser internada por quatro dias no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas, em São Paulo, depois de apresentar resultado positivo para a doença.

Ministra se manifestou sobre o crime nas redes sociais | Foto: Reprodução

Homicídio de Cauã

Segundo testemunhas, Cauã estava em casa, no bairro Taquari, quando dois homens invadiram o local e efetuaram vários disparos. Após o ataque, os criminosos fugiram de moto, de acordo com a Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa, que investiga o caso.