Só neste ano, Prefeitura já recebeu 1,1 mil pedidos para arrancar árvores

Número é nove vezes maior que a quantidade que foi retirada da Avenida Goiás Norte — por onde passará o BRT 

A Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma) recebeu, só em 2015, 1.099 pedidos de moradores de Goiânia para que árvores fossem arrancadas. De acordo com levantamento feito com exclusividade ao Jornal Opção Online, a Amma mostra que, de janeiro a julho deste ano, quase 1,1 mil processos pedindo extirpação (corte de toda a árvore) foram protocolados.

O número é nove vezes maior que a quantidade de plantas que foram retiradas da Avenida Goiás Norte nesta semana — 118, ao total. O remanejo das árvores, entre elas exemplares de Flamboyant, causou comoção nas redes sociais e gerou críticas à administração do prefeito Paulo Garcia (PT).

Pela avenida, passará o BRT Norte-Sul, um dos projetos mais ambiciosos da prefeitura, que deve ser entregue já em 2016 e espera beneficiar cerca de 120 mil pessoas por dia. Em nota, a Amma explicou que fará toda a requalificação urbana e paisagística da Av. Goiás Norte, incluindo a plantação de ipês amarelos e brancos — típicos do Cerrado — por toda a linha.

De acordo com a Amma, o processo de extirpação passa por vistorias técnicas e análise do órgão: ou seja, embora 1,1 mil processos tenham pedido para que árvores fossem arrancadas em Goiânia, boa parte foi negada: 700 casos obtiveram o aval (63%).

No ano de 2014, constam 1.431 processos na Amma com pedido de poda ou extirpação (corte de toda a árvore). A Agência deu parecer favorável para extirpação a cerca de 1 mil deles.

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Luiz Ribeiro

Interessante análise…