Sindisaúde diz que folha de pagamento foi empenhada e pode acionar Governo na justiça

Diferente do que disse Caiado, categoria apurou que salários dos servidores da Saúde foi aplicado pela gestão anterior e ameaça greve

Presidente do Sindisaúde, Flaviana Alves | Foto: Divulgação

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores(as) do Sistema Único de Saúde no Estado de Goiás (Sindsaúde/GO), Flaviana Alves, disse que, em acesso ao Portal da Transparência, apurou que há valores empenhados pelo governo anterior, destinados à Secretaria Estadual de Saúde, no valor de quase R$ 60 milhões.

Em reunião com os sindicatos, realizada no dia 3 de janeiro, a secretária da Fazenda, Cristiane Schimidt, e o governador Ronaldo Caiado (DEM) disse que só poderiam realizar o pagamento daquilo que foi aplicado, ou seja, para os servidores do Legislativo e do Judiciário.

De acordo com o Governo, o valor da folha das demais categorias não teria sido incluso pela gestão de José Eliton (PSDB). No entanto, o Sindisaúde diz que, no Portal da Transparência, há a informação de que foi empenhada a quantia para quitação dos funcionários do setor.

Flaviana disse ao Jornal Opção que os trabalhadores vão esperar a reunião com o governador no dia 17 de janeiro para decidir se chamam ou não paralisação. Mas, de antemão, se preparam para entrar na justiça no dia 11, um dia após o vencimento da folha, para pressionar o Governo.

“Na fala da secretária, ela disse que eles pagariam o que estivesse empenhado, então a gente vai exigir que isso seja feito e vamos à justiça cobrar”, reiterou. Ainda segundo Flaviana, o sindicato pediu uma audiência pública com a Secretaria da Fazenda, mas ainda não obteve resposta.

A reportagem entrou em contato com a Sefaz, que disse que reforçou que vai ser quitado o que foi empenhado. “Se é o caso da Saúde, será pago. Se não foi, legalmente não poderá ser pago em janeiro”, pontuou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Reginaldo

Eu quero saber do meu salário : já cortaram minha água, já cortaram minha energia e vai por aí afora ….oh seu governador paga nois … estamos na merda.

Alexandre

Vergonhoso! Nós, trabalhadores da base da sociedade podemos ficar sem nossos pagamentos, enquanto quem depende do alicerce da máquina administrativa irão receber em dia, quero acreditar no país, mas assim fica difícil.

LCMC

Decepção com o atual governador. Aguardaram os as próximas eleições.

João Batista de Souza

Pessoal cadê o ex governador Marconi Perillo o dinheiro que tá com ele dá pra quitar a folha