Sindicatos fazem manifestação por reajuste na Câmara

Segundo vereador, prefeitura não paga data-base desde maio de 2019. Servidores pedem aumento de 9,32% referente aos anos de 2020 e 2021

Sindicatos fazem manifestação por reajuste
Sindicatos fazem manifestação por reajuste. | Foto: Gabriela Macedo.

Os servidores públicos de Goiânia fizeram manifestação na Câmara Municipal, na manhã desta quarta-feira (11), por reajuste salarial. Segundo o vereador Mauro Rubem, desde maio de 2019, os funcionários não recebem o chamado data-base.

Data-base é o período do ano destinado à correção salarial e à revisão das condições de trabalho. Sem o reajuste por dois anos, o salário dos servidores não acompanha nem mesmo a inflação. “A recomposição salarial dos servidores aumenta o fluxo de dinheiro no comércio. Estamos falando de R$93 a cada R$1000 que eles recebem”, pontuou o vereador que representa os sindicatos na Câmara.

O reajuste exigido pelos servidores é de 9,32%, sendo 2,32% referentes ao ano de 2020 e 7%, a 2021. Esses dados são baseados no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.