Sindicato convoca Educação estadual para assembleia

Trabalhadores se reúnem na manhã da próxima sexta-feira (18/6) em frente à Assembleia Legislativa

Trabalhadores da Educação estadual, que estão em greve há 37 dias, se reúnem na próxima sexta-feira (19/6) para assembleia convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego).

Professores e servidores administrativos reivindicam pagamento do piso salarial aos professores; pagamento da data-base dos administrativos; salário integral dentro do mês trabalhado; e concurso público.

O Sintego diz que o Governo de Goiás tem recuado nas propostas e aumentado a pressão sobre os servidores, retendo o salário dos professores temporários e ameaçando rompimento de contrato.

Ainda segundo com o sindicato, a última proposta apresentada à categoria foi de pagamento do piso dos professores em julho e parcelamento dos meses de maio e junho em 10 vezes a partir de janeiro de 2016.

As propostas foram recusadas pelos trabalhadores em assembleia realizada no dia 9 de junho, pois, de acordo com a Lei do Piso (Lei 11.738/08), o reajuste para professores, teria que ser em janeiro e devido à falta de propostas para os administrativos.

A greve é considerada legal pelo Tribunal de Justiça de Goiás e, no dia 22 de maio, o Ministério Público protocolou ação civil pública para obrigar o governo a cumprir a Lei do Piso. A assembleia será realizada em frente à Assembleia Legislativa de Goiás a partir das 9h.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.