Simone Biles decide dar prioridade a sua saúde mental do que conquistar medalhas

A preferida para ganhar cinco medalhas nos Jogos Olímpicos de Tóquio em ginástica artística, levantou a questão sobre cuidar da saúde mental

Foto: Reuters/ Dylan Martines

Simone Biles, a principal atleta da modalidade de ginástica artística dos Estados Unidos, anunciou nesta quarta-feira, 28, que não irá participar mais da final individual geral da ginástica para cuidar da sua saúde mental. “Tenho de fazer o que é certo para mim e me concentrar na minha saúde mental e não prejudicar minha saúde e meu bem-estar”, declarou a ginasta.

Biles já tinha desistido de participar da final por equipes da ginástica artística ao errar um salto e apresentar erros atípicos para uma ginasta de seu nível. Ela também já tinha dito em suas redes sociais que sentia muita pressão em cima de si com a chegada das Olímpiadas. “Eu sei que eu me esforço e faço parecer que a pressão não me afeta, mas, às vezes, é difícil”, já havia afirmado.

Segundo a especialista em saúde mental entrevistada pela BBC News Brasil, Lívia Castelo Branco, psiquiatra da clínica Holiste Psiquiatria, a atitude de Biles mostra que “algumas pessoas vão encarar a desistência como falta de vontade ou covardia, mas na verdade é um ato de coragem muito grande expor a dificuldade, a fraqueza, a saúde mental ao público.”

Com a desistência de Biles, a brasileira Rebeca Andrade se torna a preferida para disputar a medalha de ouro na final individual geral de ginástica artística. Em uma performance bastante elogiada, Rebeca ficou em segundo lugar, atrás apenas de Biles. A final será disputada nesta quinta-feira, 29, às 7h50 (horário de Brasília).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.