Setor de serviços avança 4,2% em Goiás com a quinta maior variação do país, aponta IBGE

Das cinco atividades que compõem o setor, analisadas na pesquisa, todas apresentaram crescimento. O destaque principal foi para os serviços prestados às famílias, atividade que registrou um crescimento de 159,1%

Transportes seguem em sentido de recuperação | Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nesta terça-feira, 13, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aponta que em maio de 2021, o volume de serviços em Goiás avançou 4,2% frente a abril, na série com ajuste sazonal, sendo o segundo crescimento consecutivo. Já o volume de serviços nacional avançou 1,2%.

De acordo com os dados, quando comparado com maio de 2020, o volume de serviços em Goiás apresentou um crescimento de 27,2%, sendo o maior crescimento da série histórica, muito em consequência do volume de serviços prestados em maio de 2020 ter reduzido devido às medidas de isolamento social.

Em nível nacional, observou-se um avanço recorde na série histórica, mais de 23,0%. Tanto em nível estadual quanto nacional, o acumulado no ano de 2021 é positivo, sendo 11,9% para Goiás e 7,3% para Brasil. Já no acumulado nos últimos 12 meses, o volume de serviços sai do vermelho pela primeira vez desde maio de 2015, acumulando 0,4% em Goiás. Contudo, em nível nacional o índice acumulado dos últimos 12 meses ainda apresenta uma variação negativa de 2,2%.

Crescimento das atividades de serviço

Das cinco atividades que compõem o setor de serviços, analisadas na pesquisa, todas apresentaram crescimento. Destaque para os Serviços prestados às famílias, atividade que registrou um crescimento de 159,1%, sendo o maior crescimento na série histórica e a segunda taxa positiva consecutiva desde o início da pandemia em março de 2020. Mesmo com esse crescimento recorde, a atividade ainda não se recuperou completamente dos impactos da pandemia de Covid-19. A atividade apresenta um acumulado de 10,2% no ano, e,  nos últimos 12 meses, acumula -21,7%.

Em mesmo sentido de recuperação, tem os Transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio que cresceu 20,2% em maio de 2021, registrando o terceiro crescimento consecutivo. Esses crescimentos acontecem após o setor passar por doze meses de queda consecutivos. A atividade já acumula um crescimento de 14,8% no ano e de 2,2% nos últimos 12 meses . Já os Serviços profissionais, administrativos e complementares tiveram um crescimento de 39,3%, sendo o décimo segundo crescimento consecutivo, uma vez que o setor apresentou altas mesmo durante as medidas de isolamento social. O setor já acumula um crescimento de 27,0% no ano e de 17,3% nos últimos 12 meses.

Os  serviços de informação e comunicação apresentaram crescimento de 7,8%, sendo a terceira taxa positiva consecutiva após 28 quedas consecutivas; e os Outros serviços registraram crescimento de 4,6%, sendo a única atividade que não apresentou acumulado positivo no ano para maio de 2021 (-1,4%).

Em maio de 2021, o índice de atividades turísticas apresentou aumento de 26,1% em relação ao mês de abril do ano corrente e alta de 154,1% em relação ao mês de maio de 2020, a maior variação da série histórica iniciada em 2012. Com isso, o setor de turismo apresenta o primeiro acumulado positivo do ano, 15,4%. Contudo, a variação acumulada de 12 meses continua negativa desde o início da pandemia em março de 2020, ficando em -18,1% no mês de maio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.