Servidores técnico-administrativos paralisam reitorias, unidades e campi da UFG, IFG e IF Goiano

Ato, que faz parte da campanha salarial de 2015, acontece entre os dias 7 e 9 de abril. Trabalhadores discutem indicativo de greve por tempo indeterminado para maio

Os servidores técnico-administrativos da Universidade Federal de Goiás (UFG), Instituto Federal de Goiás (IFG) e Instituto Federal Goiano (IF Goiano) vão paralisar o serviço nas reitorias, unidades e campi das três Instituições Federais de Ensino Superior de Goiás entre os dias 7 e 9 de abril. Essa é a primeira vez que acontece uma paralisação nas três reitorias simultaneamente.

O ato, que faz parte da campanha salarial de 2015 dos servidores públicos federais, é organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior do Estado de Goiás (SINT-IFESgo).

A decisão de paralisar as instituições aconteceu após uma negociação frustrada entre trabalhadores e Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). Os servidores reivindicam um reajuste salarial de 27,3%, que serviria para repor as perdas salariais que se acumulam desde 2010.

Outras pautas dos trabalhadores são data-base no dia 1º de maio; negociação coletiva; paridade entre ativos, aposentados e pensionistas; isonomia de benefícios entre os Três Poderes, incluindo auxílio-alimentação, creche, plano de saúde, entre outros; retirada de projetos que vão contra direitos trabalhistas e aprovação imediata de propostas de interesse dos servidores no Congresso Nacional; e aprimoramento da carreira, com racionalização de cargos e aumento do piso.

Além da paralisação que tem início na próxima terça-feira (7/4), os trabalhadores discutem indicativo de greve por tempo indeterminado para o mês de maio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.