Servidores municipais lançam campanha para cobrar direitos da gestão Iris

Prefeito Iris Rezende deveria ter encaminhado para a Câmara Municipal o projeto de reajuste salarial em maio

Servidores exigem reajuste da data-base | Foto: Bruna Aidar / Jornal Opção

Dezenas de servidores municipais e suas respectivas entidades representativa estão reunidos em assembleia em frente ao Paço Municipal na manhã desta quarta-feira (26/7) para deliberar possível indicativo de greve.

A principal reivindicação do movimento chamado “Reaja Servidor”, que une sindicatos das principais categorias dos servidores municipais, é que o prefeito Iris Rezende (PMDB) envie para a Câmara Municipal o projeto que concede a reposição salarial anual, a data-base de 2017. O prazo final para que o prefeito encaminhasse o projeto era maio, mas até hoje a prefeitura não deu sinal de quando isso deve ser feito.

Eles pedem reajuste de 4,08% em parcela única e com retroativo a maio. Além disso, eles exigem o pleno funcionamento do Instituto Municipal de Assistência à Saúde e Social (Imas), pagamento da dívida da prefeitura junto ao Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Goiânia (IPSM) e melhores condições de trabalho, entre outros. São 16 reivindicações ao todo.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.