Servidor de Guarinos é afastado após Polícia Civil apurar desvio de dinheiro da prefeitura

Segundo a corporação, Rogélio Mendes Ferreira recebia de forma indevida valores correspondentes ao Imposto de Transmissão Intervivos

Foto: DOT

Servidor público de Guarinos Rogélio Mendes Ferreira é afastado do cargo pela Justiça, após apuração da Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária (DOT), que indicou desvio de dinheiro da prefeitura da cidade. O resultado da operação foi apontado nesta quarta-feira, 5.

Conforme detalhes da PC, o funcionário recebia indevidamente valores correspondentes ao Imposto de Transmissão Intervivos (ISTI). Até o momento, segundo a corporação, Rogélio teria desviado R$ 280 mil. A DOT acredita que os números sejam mais altos.

Ainda foi informado que o servidor se aproveitava de moradores que iam a prefeitura pagar o imposto. No local, ele, que era responsável pelo recebimento, imprimia um boleto com o valor, mas desviava parte do valor para contas pessoais ao receber o adimplemento.

Rogélio Mendes Ferreira | Foto: DOT

Mais detalhes

A Polícia Civil também explicitou que Rogélio, apesar dos desvios, dava baixas integrais nos débitos. O servidor, segundo a DOT, tinha uma vida incompatível com o soldo de servidor da prefeitura.

Depois de cumprir dois mandados de busca e apreensão na prefeitura, a corporação pediu o afastamento de Rogélio de suas funções. A Justiça deferiu o pedido na última terça-feira, 4. As Delegacias Regionais de Ceres e Itapaci auxiliaram a ação da DOT.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.