Serial killer enfrenta novo julgamento nesta quinta-feira (24) por morte de mulher grávida

Thamara da Conceição Silva estava grávida de cinco meses quando foi assassinada; ao ser preso, Thiago Henrique confessou crime

O serial killer de Goiânia, Tiago Henrique Gomes da Rocha, vai enfrentar um novo júri popular nesta quinta-feira (24/11). O 23º julgamento do ex-vigilante será pelo homicídio de Thamara da Conceição Silva, grávida de cinco meses, ocorrido no dia 15 de junho de 2014.

Segundo os autos, Thamara foi assassinada com um tiro no peito na Rua 3, esquina com a Alameda Botafogo, no Setor Central, em Goiânia, quando ia para a igreja que ela e seu familiares costumavam frequentar. Durante o caminho, ela e o namorado se sentaram em um banco da praça que fica no local. Thiago Henrique teria, então, aproximado sua moto, desceu e atirou na vítima, fugindo do local em alta velocidade.

O serial killer confessou esse crime quando foi preso pela força-tarefa das polícias do Estado. A perícia também confirmou que a bala que atingiu Thamara saiu da arma apreendida na casa do ex-vigilante.

Na última terça-feira (22), ele foi condenado a mais 19 anos e seis meses de prisão. A soma de todas as penas é de 503 anos e quatro meses de detenção. Ele já foi condenado por 21 homicídios, um roubo a agência lotérica e porte ilegal de arma. Thiago Henrique foi absolvido por uma morte.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.