Sérgio Reis é alvo de processo criminal de 29 subprocuradores federais do MPF

Para os procuradores, o cantor sertanejo e ex-deputado pode ter cometido incitação à subversão da ordem política ou social e incitação ao crime

Nesta terça-feira, 17, cerca de 29 Subprocuradores federais do Ministério Público Federal (MPF) assinaram uma representação criminal contra Sérgio Reis e entregaram ao coordenador criminal da Procuradoria da República no DF. O documento alega que Reis cometeu crime de incitação à subversão da ordem política e incitação ao crime quando publicou vídeos convocando uma greve nacional dos caminhoneiros a favor do voto impresso e contra os ministros do STF.

No documento, os procuradores alegam que “diante dos graves acontecimentos que têm marcado a história recente do país, em particular as frequentes ameaças de ruptura institucional e de desrespeito à independência dos Poderes e de seus integrantes, solicitamos a Vossa Excelência a distribuição desta representação a um dos membros oficiantes na área criminal, com vistas à adoção das providências que forem entendidas cabíveis”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.