Senador tocantinense Eduardo Gomes é investigado pela PF por suposto envolvimento em esquema com a Codevasf

O parlamentar faria parte do chamado “esquema secreto” e “mercadão das emendas”

O senador do Tocantins, Eduardo Gomes, está sendo investigado pela Polícia Federal por supostamente participar de um esquema de corrupção no Congresso Nacional chamado “mercadão das emendas”.

O esquema funcionava quando o parlamentar pagava uma espécie de “pedágio” para que quem trabalhasse com ele destinasse emendas para os municípios que ele controlasse. Dessa forma, o dinheiro chegava até as prefeituras locais. O dinheiro era negociado em contratos fictícios para empresas ligadas ao político comprador das emendas, e assim, voltava para o parlamentar.

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF), está entre as empresas suspeitas, pois é comandada por um aliado de Eduardo Gomes e Jair Farias, o ex-deputado Homero Barreto que já recebeu denúncias por uso político do órgão no Estado.

“As verbas negociadas fazem parte do orçamento secreto, abastecido pela emenda de relator criada pelo governo para compra de apoio político. Mas não só. São obtidas também por meio das tradicionais emendas impositivas”, disse a Controladoria Geral da União.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.