Semas abre sindicância para apurar conduta de servidores acusados de fraude no Bolsa Família

A princípio, quatro servidores estão sendo investigados mas há possibilidade de que mais pessoas tenham se envolvido no esquema criminoso

Foto: Divulgação PF

A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) instaurou, nesta quarta-feira (28/11), uma sindicância para apurar a conduta de servidores da pasta acusados de participarem de esquema para fraudar o Programa Bolsa Família.

De acordo com a assessoria do órgão, os servidores são celetistas e já foram afastados das funções com acesso ao programa federal e estão exercendo atividades administrativas até o fim das investigações. Caso fique comprovada a participação no esquema, eles serão demitidos.

O caso também está sendo investigado pela Polícia Federal que já ouviu os quatro acusados. O inquérito da PF está sendo encaminhado também para o Ministério Público Federal em Goiás.

O esquema

Foi a própria Semas que desconfiou de que funcionários do órgão estariam fraudando dados relativos ao Programa Bolsa Família depois de receber reclamações de beneficiários que não estava recebendo a verba federal.

Em alguns casos, o beneficiário nem havia recebido o cartão Bolsa Família mas mesmo assim os saques foram realizados.A situação acabou levantando suspeitas e a Semas levou o caso ao conhecimento da Polícia Federal.

A suspeita é de que os desvios somem mais de R$ 1 milhão somente em Goiânia.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.