Sem Lula, nulos e brancos “lideram” disputa pela Presidência

Índice de brasileiros que dizem não votar em ninguém supera os de outros pré-candidatos  

Lula em encontro dos metalúrgicos | Fotos: Ricardo Stuckert

A pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (31/1) mostra que um eventual impedimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de disputar a Presidência da República em 2018 leva a um índice recorde de eleitores sem candidato.

Segundo o levantamento, chega a 32% o percentual de entrevistados que disseram votar “nulo, branco ou em ninguém” — número muito superior ao aferido pelos demais pré-candidatos que ficariam na disputa.

Sem o ex-presidente petista, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) aparece em primeiro lugar nos cenários de primeiro turno. O controverso militar teria entre 18% e 20% das intenções de voto.

No segundo pelotão, Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB) e Luciano Huck (Sem partido) embolam na disputa por uma vaga em um eventual segundo turno.

A pesquisa indica que o apresentador da Globo, apesar de ter anunciado que não será candidato a presidente, teria 8% dos votos — melhor índice já aferido por ele até agora.

Vale ressaltar que, caso consiga registrar sua candidatura, Lula lidera com folga: teria de 34% a 37% das intenções de voto, ante 16% de Bolsonaro e 7% de Alckmin.

Veja abaixo os cenários (com e sem Lula):

Com Lula

Cenário 1

Lula (PT) – 37%
Bolsonaro (PSC) – 16%
Geraldo Alckmin (PSDB) – 7%
Ciro Gomes (PDT) – 7%
Joaquim Barbosa (Sem partido) – 5%
Álvaro Dias (Podemos) – 4%
Fernando Collor (PTC) – 2%
Demais candidatos – 1% cada

Cenário 2

Lula (PT) – 36%
Bolsonaro (PSC) – 18%
Geraldo Alckmin (PSDB) – 7%
Ciro Gomes (PDT) – 7%
Álvaro Dias (Podemos) – 4%
Manuela D’Ávilla (PCdoB) – 2%
Fernando Collor (PTC) – 2%
Henrique Meirelles (PSD) – 1%
Demais candidatos – 1% cada

Cenário 3

Lula (PT) – 34%
Bolsonaro (PSC) -16%
Marina Silva (Rede) – 8%
Luciano Huck (Sem partido) – 6%
Geraldo Alckmin (PSDB) – 6%
Ciro Gomes (PDT) – 6%
Álvaro Dias (Podemos) – 3%
Fernando Collor (PTC) – 1%
Demais candidatos – 1% cada

Cenário 4

Lula (PT) – 35%
Bolsonaro (PSC) – 17%
Marina Silva (Rede) – 10%
Ciro Gomes (PDT) – 7%
João Doria (PSDB) – 4%
Álvaro Dias (Podemos) – 2%
Fernando Collor (PTC) – 1%
Demais candidatos – 1% cada

Sem Lula 

Jair Bolsonaro segue estagnado | Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agëncia Brasil

Cenário 1

Bolsonaro (PSC) – 19%
Ciro Gomes (PDT) – 12%
Geraldo Alckmin (PSDB) – 11%
Álvaro Dias (Podemos) – 6%
Joaquim Barbosa (Sem partido) – 5%
Fernando Collor (PTC) – 3%
Manuela D’Ávila (PCdoB) – 3%
Jacques Wagner (PT) – 2%
Demais candidatos – 1%

Cenário 2 

Bolsonaro (PSC) – 20%
Ciro Gomes (PDT) – 13%
Geraldo Alckmin (PSDB) – 11%
Álvaro Dias (Podemos) – 6%
Fernando Collor (PTC) – 3%
Manuela D’Ávila (PCdoB) – 3%
Jacques Wagner (PT) – 2%
Demais candidatos – 1%

Cenário 3

Bolsonaro (PSC) – 18%
Marina Silva (Rede) – 13%
Ciro Gomes (PDT) – 10%
Luciano Huck (Sem partido) – 8%
Geraldo Alckmin (PSDB) – 8%
Álvaro Dias (Podemos) – 5%
Fernando Collor (PTC) – 2%
Manuela D’Ávilla (PCdoB) – 2%
Jacques Wagner (PT) – 2%
Demais candidatos –

Cenário 4

Bolsonaro (PSC) – 20%
Marina Silva (Rede) – 16%
Ciro Gomes (PDT) – 12%
Álvaro Dias (Podemos) – 6%
João Doria (PSDB) – 5%
Fernando Collor (PTC) – 3%
Manuela D’Ávilla (PCdoB) – 2%
Jacques Wagner (PT) – 2%
Demais candidatos – 1%

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.