Sem articulações suficientes, Alysson Lima pede que discussão sobre projeto que proíbe pedágios seja adiada

De qualquer forma, o presidente Lissauer Vieira (PSB) já havia avisado que só irá pautar a matéria quando o autor e o líder do Governo chegarem a um consenso sobre o texto

Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

Por Caroline Mendonça

O deputado estadual Alysson Lima (Republicanos) pediu ao presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Lissauer Vieira (PSB), para não colocar em votação o projeto que pretende revogar a atual lei de pedágios, que rege os contratos das rodovias goianas.

Em entrevista ao Jornal Opção, ele contou que tem dialogado com os deputados da base e da oposição sobre a importância da aprovação do projeto. “Enquanto não tivermos esse assunto bem definido e com articulações suficientes, minha percepção é que o melhor a se fazer é não colocar em discussão”.

‘‘Nós temos hoje uma margem de dezesseis deputados que fizeram o compromisso de votar o projeto e alguns indecisos’’, disse. De acordo com ele, há um consenso da oposição em torno do assunto. “Já entre os deputados da base, quem fez compromisso de votar o projeto, por enquanto, foi o deputado Amauri Ribeiro (Patriota), Humberto Teófilo (PSL), Humberto Aidar (MDB) e o Julio Pina (PRTB)”, conta.

O líder do Governo na Casa, deputado Bruno Peixoto (MDB), entretanto, já orientou a bancada da situação para votar contra a matéria. Lissauer pediu que o autor e o líder discutam e cheguem a um consenso e só, então, ele pautará a matéria.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.