Jornalista argentino que cobria Copa no Brasil morre em perseguição policial

Jorge Luiz Lópes estava em um táxi quando foi atingido por carro roubado. No dia 2 de julho, outro profissional da Argentina morreu, em rodovia federal de Minas Gerais 

Táxi em que Jorge Luiz Lópes estava foi atingido por táxi roubado, em São Paulo | Foto: Reprodução/Twitter

Táxi em que Jorge Luiz Lópes estava foi atingido por carro roubado, em São Paulo | Foto: Reprodução/Twitter

Um jornalista argentino que cobria a Copa do Mundo no Brasil morreu na madrugada desta quarta-feira (9/7) em Guarulhos, na Grande São Paulo, em um acidente de trânsito provocado durante uma perseguição policial. Jorge Luiz Lópes, de 38 anos, trabalhava na “Rádio La Rede” e era cronista esportivo do diário “Olé”, de Bueno Aires. Essa é a segunda morte de um profissional da imprensa daquele país no período do mundial.

A perseguição começou em Guarulhos, após a Polícia Militar identificar um carro que havia sido roubado por três ladrões na Penha, Zona Leste. Um dos bandidos tinha 16 anos. O veículo atingiu o táxi em que o argentino estava em um cruzamento, por volta de 1h30, que com o impacto, bateu em um poste.

Jorge Luiz Lópes foi arremessado para fora do carro e morreu na hora. O jornalista havia entrado no táxi na região dos Jardins, na capital, e ia em direção ao hotel onde estava hospedado desde o início da Copa. Nesta quarta-feira, o estrangeiro iria cobrir a partida entre Holanda e Argentina, na Arena Corinthians, em Itaquera.

O taxista fraturou a clavícula e foi internado. O menor foi apreendido e deve ser encaminhado para uma unidade da Fundação Casa. Os outros bandidos têm passagem pela polícia por roubo e homicídio, e serão transferidos para um Centro de Detenção Provisório.

No dia 2 julho uma jornalista argentina que cobria a Copa no Brasil morreu em acidente na BR-381, em Oliveira, Minas Gerais. Maria Soledad Fernandez, 26, não resistiu aos ferimentos da colisão e faleceu no local. Ela havia saído de São Paulo para Belo Horizonte, após partida entre Argentina e Suíça. A jovem é filha de um importante jornalista esportivo do país, Titi Fernandez, que também cobre o mundial.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.