Segundo Datafolha, maior parte dos brasileiros diz ser contra casais gays em comerciais de televisão

Maioria que afirmou isso são eleitores do Bolsonaro e evangélicos

Trecho da propaganda do dias dos namorados do O Boticário, lançada em 2015

Em uma pesquisa realizada pelo Datafolha entre os dias 13 e 16 de dezembro, com 3.666 entrevistas com pessoas de 16 anos ou mais em 191 municípios de todo o país, mostrou que a maioria dos brasileiros se dizem contra a presença de casais homossexuais em comerciais de televisão.

Cerca de 51% da população concordam que “comerciais com casais homossexuais devem ser proibidos para proteger as crianças”. Também afirmaram discordar totalmente dessa frase ou em parte 45% dos entrevistados, e 2% declaram não saber.

Os dados também mostraram o perfil de quem se diz contra conteúdos inclusivos. A maioria das pessoas que são contra são homens (55%) e os menos escolarizados (57%) do que entre as mulheres (48%) e aqueles com ensino superior completo (39%).

Os evangélicos são a maioria que discordam de propagandas com casais gays, compondo 67% dos entrevistados neste segmento, em contraste com 50% dos católicos e 40% dos espíritas. Também foi visto que a maioria dos opositores são eleitores de Jair Bolsonaro (PL), chegando a 74%.

O presidente, além de ser evangélico e contar com o apoio dessas pessoas, também proferiu inúmeros discursos homofóbicos durante sua trajetória política.

A pesquisa apresenta um grande contraste com uma outra realizada pelo Datafolha em 2018. Nela, os entrevistados eram questionados sobre liberdade da orientação sexual. Na época, 74% das pessoas declararam que a homossexualidade deveria ser aceita, e apenas 18% diziam que ela deveria ser desencorajada.

Uma resposta para “Segundo Datafolha, maior parte dos brasileiros diz ser contra casais gays em comerciais de televisão”

  1. Avatar Daiane Priscila Arruda disse:

    Só pra constar, não precisamos de pesquisa pra saber a opinião dos Bolsominions. Vão procurar o que fazer!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.