Segue para sanção projeto que proíbe nome de fichas sujas a vias de Goiânia

Aguarda sanção do prefeito Paulo Garcia projeto de lei aprovado esta semana pela Câmara Municipal que proíbe atribuir a ruas, avenidas e praças de Goiânia nome de pessoas condenadas pela Justiça, os chamados fichas sujas. A matéria é de autoria do vereador Bernardo do Cais, do PSC, que sustenta que essas homenagens devem ser feitas “a pessoas de bem” que contribuíram para a história política e social brasileira.

Também com enfoque nas denominações de logradouros da capital, tramita na Câmara de Vereadores matéria que visa vetar homenagens a personalidades do período militar. A matéria é de autoria da vereadora Tatiana Lemos, do Partido Comunista do Brasil (PCdoB).

Neste caso, por prever a alteração do nome de vias que homenageiem políticos da época da ditadura, o projeto já recebeu posicionamento contrário de alguns vereadores, como de Anselmo Pereira (PSDB). Na época da apresentação da matéria o tucano, que é representante do setor comercial, questionou os eventuais prejuízos à classe, tendo citado como exemplo a dificuldade que seria para a entrega de produtos, encomendas e afins em Goiânia por parte das empresas no caso das mudanças nos nomes das ruas. O vereador citou o caso da Avenida Castelo Branco, que a capital e é uma via de acesso a diversas localidades da capital e homenageia o Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, primeiro militar a presidir o País após o golpe de 64.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.