Secretário de Planejamento sobre pagamento da data-base: “Muito pouco provável”

Thiago Peixoto sustenta que a crise econômica nacional dificulta a reposição salarial dos servidores estaduais. No entanto, momento é de diálogo

Thiago Peixoto discursa durante apresentação do Inova Goiás | Foto: reprodução / Facebook

Thiago Peixoto discursa durante apresentação do Inova Goiás | Foto: reprodução / Facebook

O secretário estadual de Planejamento, Thiago Peixoto (PSD), afirmou que o pagamento da data-base dos servidores estaduais em 2015 é “muito pouco provável”. A informação foi dada durante o lançamento do projeto Inova Goiás, realizado na manhã desta quarta-feira (2/9), no Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON).

Em meio à crise financeira nacional, o governo de Goiás criou um grupo de analistas para avaliar as políticas salariais. Dadas as circunstâncias, a equipe, como informa Thiago Peixoto, não encontrou maneira para fazer a reposição salarial deste ano.

“É um momento de diálogo, as portas jamais serão fechadas, mas qualquer coisa terá que passar pelo grupo”, explica o titular da Segplan

Questionada sobre o projeto, Ana Carla Abrão — que também prestigiou o lançamento do Inova Goiás nesta quarta (2/9) — afirmou que não está participando das negociações e que o projeto não passa pela Sefaz.

“Confesso que estou de expectadora neste debate, tenho trabalhado para tentar equilibrar as contas da forma mais correta e rápida possível. Esse é um debate que não está sendo feito pela Secretaria da Fazenda”, completou a secretária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.