Secretário anuncia que servidores municipais da Saúde em greve não terão pontos cortados

O compromisso foi firmado pelo titular da pasta, Fernando Machado, tendo como base em reivindicações do SImsed

A Secretaria de Saúde de Goiânia anunciou aos servidores em greve, durante reunião nesta quinta-feira (10/7), que eles não terão seus pontos cortados. O compromisso foi firmado pelo titular da pasta, Fernando Machado, tendo como base em reivindicações das entidades sindicais.

Durante a reunião, os representantes do Sindsaúde também entregaram ofícios ao gestor para que seja realizada nova reunião para negociar as pautas dos trabalhadores. Segundo a assessoria da entidade, o único ponto discutido nesta quinta foi a questão do corte de pontos.

Apesar do aparente avanço, representantes do Sindsaúde dizem que as negociações não têm avançado. Eles têm sido recebidos pelo secretário (o prefeito Paulo Garcia jamais se reuniu com os grevistas), mas reclamam que nenhum dos acordos firmados foi cumprido.

Já a assessoria da Secretaria de Saúde afirma que têm havido conversas e que as reivindicações têm sido discutidas. Encontros da Mesa de Negociações ocorrem toda última quinta-feira do mês, o que leva a próxima reunião ao dia 31. No entanto, no dia 16 ocorre no Paço Municipal o Fórum de Servidores, que envolve funcionários do município de diversas áreas, não apenas da saúde.

As reivindicações do Sindsaúde são: cumprimento da Data-Base de 2014; inclusão de categorias não contempladas e aplicação do Plano de Carreiras, Cargos e Vencimentos (PCCV); criação de gratificação que substitua o percentual perdido com a retirada da Insalubridade dos Trabalhadores do Nível Central; alteração da Lei 8.916/2010 (auxílio-movimentação); inclusão das Gratificações aos Servidores Administrativos da Saúde conforme lotação; condições Adequadas de Trabalho; contra a terceirização das unidades de Saúde e revogação do artigo 99A e 98B da lei que trata da incorporação de gratificação para função de confiança e cargo de chefia.

A reunião teve a participação da presidente do Sindsaúde, Flaviana Alves; da secretária de Finanças do Sindsaúde, Maria de Fátima Veloso; da advogada do Sindsaúde, Arlete Mesquita; da diretora de Assuntos Jurídicos do Sieg, Luzinéia Vieira; da presidente do Sinfar, Lorena Baía; do secretário municipal de Saúde, Fernando Machado; do diretor do departamento jurídico da SMS, Carlos Itacaramby; e da diretora de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde de Goiânia, Kátia Martins.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.