“Se eu for candidato, será apoiado pelo governo”, diz Meirelles sobre Presidência

Em Goiânia para palestra sobre rumos do Brasil, ministro da Fazenda não negou desejo de concorrer ao Planalto 

Henrique Meirelles durante coletiva de imprensa em Goiânia | Foto: Marcelo Gouveia

Em Goiânia (GO) para uma palestra sobre os rumos do Brasil, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), não escondeu o desejo de disputar a Presidência da República. No entanto, minimizou qualquer tipo de articulação neste sentido.

“Tomarei uma decisão até o final de março ou começo de abril, que é o momento adequado, caso haja decisão de participar, aí sim teria que me descompatibilizar. Até lá estou 100% concentrado no ministério. Um passo de cada vez”, disse.

Durante a coletiva de imprensa, o auxiliar do presidente Michel Temer (MDB) fez questão de ressaltar que só aceitará disputar o pleito de outubro deste ano caso haja chance real de vitória e apoio da base aliada.

“Se eu for candidato, será apoiado pelo governo claro. São duas coisas [a serem analisadas]: o cenário é importante, haver a possibilidade concreta de sucesso, e tem também uma decisão pessoal, tenho uma característica profissional em toda minha vida, tomo uma decisão na hora certa, não adianta ficar pensando antes do momento”, acrescentou.

Henrique Meirelles e o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), travam uma “guerra fria” nos bastidores para viabilizar uma candidatura dos partidos de centro, alternativa ao projeto natural do PSDB.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.