Se aprovada a “janela”, 11 deputados estaduais de Goiás devem mudar de partido

Maioria dos parlamentares deve ir para o PSDB, do governador Marconi Perillo. Dois deixarão a oposição

Dança partidária na Assembleia Legislativa | Foto: Sérgio Rocha / Assembleia

Dança partidária na Assembleia Legislativa | Foto: Sérgio Rocha / Assembleia

Alexandre Parrode
Fotos: Jornal Opção e Fotografia da Assembleia Legislativa

A “janela partidária” é, definitivamente, a parte mais esperada da Reforma Política. Pelo menos para os políticos.

Aprovado em duas votações na Câmara Federal, o texto — que aguarda análise no Senado —  cria, na prática, um período de 30 dias para que deputados e vereadores possam trocar de partido sem que percam seus mandatos.

Jornal Opção apurou que, em Goiás, pelo menos 11 deputados estaduais — dos 41 — devem mudar de partido, caso a PEC passe. A maior parte deve se filiar ao PSDB, do governador Marconi Perillo.

Os eleitos pelo PTB Talles Barreto, Zé Antônio e Marlúcio querem a aprovação da PEC porque, como mostrou a coluna Bastidores, o partido trabalhista virou uma espécie de “capitania hereditária”, comandada por Henrique e o pai, Jovair Arantes.

Vale ressaltar que dois deles são da oposição e estariam acertando a ida para a base governista. São eles Paulo Cézar Martins (PMDB) e Humberto Aidar (PT). Há chances de Renato de Castro, também do PT, ir para um partido aliado ao Palácio, mas, atualmente, o ex-candidato a vice-prefeito de Goianésia tende a se filiar ao PMDB.

Veja a lista:

Paulo Cezar Martins | Foto: Denise Xavier

 

Paulo Cézar Martins (PMDB): deixa a oposição para se filiar ao PSDB, ou outro partido da base governista;

 

 

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

 

Humberto Aidar (PT); estaria insatisfeito com o partido e tem uma boa relação com o governador Marconi Perillo. Estuda propostas de vários partidos da base;

 

renato de castro - marcos kennedyRenato de Castro (PT): o deputado petista tem simpatia pelo governador Marconi Perillo, mas não deve se filiar à base. Isso porque quer ser candidato a prefeito de Goianésia. Queria sair apoiado pelo governo, mas o atual prefeito, Jalles Fontoura (PSDB), já tem candidato: o médico Robson Tavares, que vai se filiar ao PSDB. Neste cenário, Renato vai para o PMDB. Por que não disputa pelo PT? Porque o partido é fraco na cidade — sem contar no altíssimo desgaste do governo federal;

chiquinhoChiquinho Oliveira (PHS): tende a se filiar ao PSDB, porque quer ser presidente da Assembleia Legislativa de Goiás. O governador Marconi Perillo avisou que o próximo a comandar o Legislativo será um tucano. Tende a ser José Vitti, mas Chiquinho entra no páreo — caso se filie;

 

ze antonio 2Zé Antônio (PTB): Além do problema com os Arantes, o ex-vice-prefeito de Itumbiara ainda aguarda as definições do líder maior da cidade, Zé Gomes. Eles ainda acertam a chapa que vai disputar a eleição de 2016 — provavelmente pelo PSDB;

 

 

Foto: Carlos Costa/ Alego

Talles Barreto (PTB): o deputado é fiel ao governador Marconi Perillo e deve ir para o PSD, do secretário Vilmar Rocha;

 

 

 

marlucioMarlúcio (PTB): Como o governador Marconi Perillo já avisou que o PSDB terá candidatos nas três maiores cidades de Goiás, o deputado tem pressa em se filiar ao tucanato, mas fala em ir para o PRB. Quer ser o candidato á sucessão de Aparecida de Goiânia;

 

 

sergio-bravo-marcos-kennnedy-OKSérgio Bravo (Pros): Deputado não tem problemas com o partido, no entanto, quer se filiar ao PSB e se tornar o candidato de Vanderlan Cardoso à prefeitura de Senador Canedo;

 

 

Claudio MeirellesCláudio Meirelles (PR): como mostrado na coluna Bastidores desta semana, o deputado já manda no PTC e quer se filiar o partido;

 

 

 

Foto: Carlos Costa

Lucas Calil (PSL): vai se filiar o PSDB. Volta para suas origens de olho na disputa à Prefeitura de Inhumas;

 

 

 

Helio de Sousa / Foto: Y. Maeda

Dr. Hélio (DEM): apesar de ser do Democratas, o presidente da Assembleia Legislativa se considera da base do governador Marconi. Como não comunga com as ideias extremistas do senador Ronaldo Caiado, troca a legenda pelo PSDB.

 

3 respostas para “Se aprovada a “janela”, 11 deputados estaduais de Goiás devem mudar de partido”

  1. Jarbas Freitas Novais disse:

    duvido que o DEP. PAULO CEZAR MARTINS do PMDB vai para o PSDB, essa informação com certeza não procede.

  2. João Marcos disse:

    Ola Jarbas.
    Na politica penso da seguinte forma, não acredito em tudo e nem duvido de nada.

  3. Jozimar Duarte Pereira disse:

    que pulem para onde for .. mas espero e estamos tendo cada dia mais conciência de canalhas profissionais a desfavor de goias .. marconni esta fazendo o que bem entendi em goias . e seus cumplices e não a favor do povo esta ai .. cada dia estamos mais observando estes politicos profissionais partidarios .. que vem diante das cameras em suas eleições cada ano apos ano de eleições mentir ao povo de goias ..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.