“Se alguém quiser se estabelecer nas eleições 2022, não será com o antipetismo”, diz Rubens Otoni

Na avaliação do deputado Federal, pelo Partido dos Trabalhadores, a disputa  do ano que vem não terá campo para uma terceira via

O deputado Federal, Rubens Otoni  (PT), disse em entrevista ao Jornal Opção nesta quarta-feira, 14, que se alguém quiser se estabelecer nas eleições  do ano que vem, não será com o antipetismo. Sua fala vem em referência as pesquisas e ao cenário de polarização política que vive o país. Os números recentes mostram queda da aceitação ao presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) e um certo crescimento para Lula na disputa de 2022.

“Vi várias análises, inclusive das pesquisas mostrando que se alguém quiser se estabelecer eleitoralmente no processo eleitoral de 2022, não vai ser com o antipetismo. Essa arma venceu, não funciona mais e a outra coisa que eles tem uma esperança é a terceira via e as pesquisas estão mostrando que não tem campo para terceira via”, afirmou.

Segundo o parlamentar,  será uma disputa de projetos e reforça diálogo aberto. “É uma disputa entre os projetos que estão estabelecidos, um projeto que está governando o Brasil e o projeto que o Lula está liderando. E quando eu falo Lula liderando não é nem o projeto que governou o Brasil anteriormente, o Lula está com a visão aberta para dialogar com todas as lideranças, com os partidos políticos e a sociedade como um todo para gestar um novo projeto e um novo programa que interaja com a realidade de hoje e incorpore novas ideias”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.