Decisão da companhia atende recomendações do Governo do Estado, buscando manter o serviço de água durante a pandemia, item considerado essencial no enfrentamento à Covid-19

Com suspensão de cortes de água por inadimplência desde 19 de março, a Companhia Saneamento de Goiás (Saneago) informou, em nota de resposta ao Jornal Opção, que a medida será prorrogada. Inicialmente a previsão era de retomar os cortes a partir do próximo mês e agora deverá ter novo período estipulado.

Conforme destaca a nota, a decisão se dá diante da essencialidade de água durante a pandemia, estando alinhada às recomendações do Governo de Goiás. O abastecimento é entendido como fundamental nas medidas de higiene necessárias para o enfrentamento à Covid-19.

Em balanço no mesmo texto a companhia revela que a médica histórica de inadimplência das faturas saltou após o início da pandemia, passando de 4,5% a 7% a até 30%, com média acumulada de 25%.

Confira a nota completa

Diante da essencialidade da água nesse momento delicado, a Saneago, alinhada às recomendações do Governo do Estado, tomou a iniciativa de suspender os cortes de água por inadimplência desde 19 de março. A medida, que atualmente está válida até 31 de julho, será prorrogada por período que está sendo definido pela Administração da Companhia.

Historicamente, a inadimplência das faturas gira entre 4,5% e 7%. Em março – após as medidas de distanciamento social e a suspensão do corte de água –, o índice teve um aumento acentuado, ficando em torno de 30% até o fim do mês. Desde então, a curva apresenta variações. Atualmente, o valor acumulado apurado oscila em torno de 25%.