Ele também ressaltou o fato de ter obtido uma votação expressiva em todo o Estado. “Porcentualmente tive mais votos que o governador e isto me credencia a alavancar a candidatura de Iris Rezende neste segundo turno”, enfatizou

Foto: Edenilso Silva
Foto: Edenilso Silva

Eleito senador com 47% dos votos válidos, o democrata Ronaldo Caiado ressaltou a importância de sua vitória frente, inclusive, a um candidato do governo estadual, fato que não ocorria há 28 anos em Goiás. “É algo histórico. Pela primeira vez se derrota uma máquina de governo no Senado.”

Ele também ressaltou o fato de ter obtido uma votação expressiva em todo o Estado. “Porcentualmente tive mais votos que o governador e isto me credencia a alavancar a candidatura de Iris Rezende (PMDB) neste segundo turno”, enfatizou.

De acordo com o democrata, as chances de vitória de Iris neste segundo turno são grandes, graças a capacidade de aglutinação do decano peemedebista, que deve juntar grande parte dos candidatos da oposição derrotados. “O eleitor não quer mais este governo”, disse, lembrando que Marconi teve 46% dos votos válidos, enquanto a oposição somada obteve 54%.

“Temos agora um ponto de concórdia na oposição que é derrotar o governo. As forças serão redobradas como em um time que empatou nos 45 minutos do segundo tempo e agora vai para a prorrogação”, comparou.

Caiado também agradeceu à militância do PMDB por ter se empenhado em sua campanha. “O PMDB vestiu a camisa do Ronaldo Caiado em todos os municípios. Levaram na raça”, elogiou.