Rodrigo Maia recebe convite do PSDB, ataca ACM Neto e diz que Huck não vai para o DEM

Três partidos disputam o passe do deputado. O ex-presidente da Câmara assinala que DEM volta a ser partido de direita ou extrema-direita

O governador de São Paulo, João Doria, do PSDB, e o ex-presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia se encontraram no domingo, 7, para discutir uma grande frente nacional para lançar um candidato a presidente de oposição ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

João Doria convidou Rodrigo Maia a se filiar ao PSDB, informa Lauro Jardim, de “O Globo”. Mas o parlamentar vai esperar mais um pouco, pois também recebeu convite do Cidadania de Roberto Freire e do PSL de Luciano Bivar e Delegado Waldir Soares.

João Doria e Rodrigo Maia: aliança firmada para 2022 | Foto: Reprodução

Numa entrevista ao jornal “Valor”, na segunda-feira, 8, Rodrigo Maia fez duras críticas ao presidente nacional do DEM, ACM Neto. Apesar de amigos há 20 anos, pois eram aliados históricos, o deputado se avalia como “traído” pelo político da Bahia. “Mesmo a gente tendo feito o movimento que interessava ao candidato dele no Senado, ele entregou a nossa cabeça numa bandeja para o Palácio do Planalto. Diferentemente do que ele imagina, na verdade o que Bolsonaro conseguiu foi quebrar a nossa coluna, que era toda acordada, de que nunca estaríamos no governo Bolsonaro. Isso eu ouvi do presidente ACM centenas de vezes.”

Rodrigo Maia, ACM Neto e João Doria: ex-aliados| Foto: Reprodução

Rodrigo Maia decidiu pedir sua desfiliação do DEM ao Tribunal Superior Eleitoral, mas “sem pressa ou briga”. E avisou: “Estarei num partido que será de oposição ao presidente Bolsonaro”. Aliados do parlamentar dizem que há articulações avançadas com o PSDB, o Cidadania e o PSL. O problema do PSL é que parte quer compor com Bolsonaro. Portanto, falta confiança. Porém, há quem aposte, no PSL, que, com a filiação de Rodrigo Maia, a ala bolsonarista cairá fora.

Na entrevista ao “Valor”, Rodrigo Maia sublinha que o Democratas havia se tornado um partido de centro ou de centro-direita, mas que a aproximação com Bolsonaro o devolve à direita ou à extrema-direita.

O deputado assinala que o apresentador da Globo Luciano Huck “estava 90% resolvido a se filiar ao DEM” para disputar a Presidência da República. Agora, com a bolsonarização, retirou o time de campo. Ficou mais próximo do Cidadania. Há quem aposte que Huck vai permanecer na Globo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.