A eleição ocorreu de maneira rápida e o nome de Lewandowski já era esperado. Tradicionalmente, é eleito ministro com maior tempo de atuação que não tenha ocupado o cargo

O ministro Ricardo Lewandowski foi eleito como o novo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) em plenária nesta quarta-feira (13/8). A eleição ocorreu de maneira rápida e o nome de Lewandowski já era esperado. Tradicionalmente, é eleito ministro com maior tempo de atuação que não tenha ocupado a presidência. A vice-presidente é a ministra Cárme Lúcia.

Lewandowski atuava como interino desde o início deste mês, quando o ex-presidente Joaquim Barbosa pediu aposentadoria do cargo. “Comprometo-me desde logo a honrar as tradições mais do que seculares do Supremo Tribunal Federal e também cumprir e fazer respeitar a consagrada liturgia desta Casa de Justiça”, afirmou o ministro.

O novo presidente foi indicado ao STF pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no início de seu segundo mandato na presidência, em 2006. Lewandowski também destacou-se nos cargos de presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nas últimas eleições, em 2010, e também na defesa da Lei da Ficha Limpa.

Outro momento de destaque foi no julgamento do mensalão, que durou um ano e meio. Vários embates entre ele e Joaquim Barbosa marcaram o análise do caso. O ex-presidente chegou a acusar Lewandowski de tentar beneficiar os condenados.