Reunião organizada por Flávio Buonaduce e Pedro Paulo Medeiros gera mal-estar na OAB-GO

Almoço realizado nesta quarta-feira (6/5) reuniu cerca de 50 advogados. Mote foi a união da OAB Forte, mas chamou a atenção a ausência de membros da atual diretoria

Almoço foi realizado na tarde desta quarta-feira | Fotos: reprodução

Almoço foi realizado na tarde desta quarta-feira | Fotos: reprodução

O almoço-reunião organizado pelos advogados e pré-candidatos à presidência da OAB-GO Flávio Buonaduce e Pedro Paulo Medeiros com os ex-presidentes Miguel Cançado e Felicíssimo Sena causou mal-estar dentro da Ordem e entre advogados da OAB Forte.

Com o objetivo de discutir a advocacia e “unir” o grupo para que este chegue fortalecido ao pleito de novembro, muitos advogados estranharam que a atual diretoria da Ordem não foi convidada para a ocasião — que reuniu cerca de 50 advogados. A expectativa dos organizadores era que pelo menos 200 profissionais participassem do encontro.

“Um possível projeto de união como pregaram no almoço, deveria ser discutido na OAB com a atual diretoria. O que estão tentando fazer é o enfraquecimento da gestão para virem como os salvadores da pátria”, afirma com exclusividade ao Jornal Opção Online um advogado, membro do conselho que esteve presente na reunião e pediu para não ser identificado.

Advogados ouvidos pelo jornal criticaram o pré-candidato Flávio Buonaduce, apoiado por Miguel Cançado, por falta de coerência. Atualmente comandando a Escola Superior da Advocacia (ESA), ele é apontado como pivô da tentativa de cisão.

Procurados pela redação, o atual presidente, Enil Henrique e e o vice Antônio Carlos, não quiseram comentar o evento. “Não estamos discutindo eleições dentro da OAB e não o permitiremos. Temos o foco na gestão e os resultados já começam a ser apresentados”, afirma Enil.

Já Antônio Carlos concluiu: “ Temos um grande evento nos próximo dias, onde a advocacia de todo o interior estará discutindo junto a Seccional Goiana, projetos e ideias para serem implementados para que advocacia seja cada vez mais valorizada. Não concordamos com movimentos paralelos.”

Chamou a atenção no almoço a presença do advogado e também pré-candidato Djalma Rezende. Djalma, que na última eleição foi preterido pelo grupo da OAB Forte e apoiou o candidato Leon Deniz, tem sido visto circulando em vários grupos. Sua candidatura ainda é uma incógnita.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.