Responsáveis por incêndios serão enquadrados na Lei de Segurança Nacional, diz Caiado

Governador disse que não há dúvidas que parte dos focos espalhados pelo Estado têm origem criminosa e garante que as autoridades estão trabalhando para encontrar quem esteja fazendo isso e apagar o fogo

Imagem do incêndio que tomou a cidade de Santa Helena e levou à calamidade pública | Foto: Divulgação

Em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira, 20, o governador Ronaldo Caiado (DEM) afirmou que os incêndios que vêm ocorrendo pelo Estado não são normais da época e que há claros indícios de que são consequência de atos criminosos. Segundo ele, os responsáveis devem ser enquadrados na Lei de Segurança Nacional.

“Nós não vamos polpar qualquer esforço no sentido de mostrar que em Goiás não terá impunidade. Vamos à caça de todos eles e nós não admitiremos que, num momento como esse, com a onda de calor mais forte que Goiás teve nos últimos 20 anos, se não me engano, atingindo 40 graus ou mais em algumas regiões do Estado, que pessoas ainda se dêem a essa prática que, infelizmente, não causa só prejuízos, mas provoca risco de vida a animais”, disse.

Medidas

Caiado avalia que pode ser que em alguns casos os fogos tenham começado por acidente, mas é preciso apurar cuidadosamente. Ele afirmou que, no sentido de intensificar essa apuração, ele, o secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, o delegado geral da Polícia Civil, Odair José Soares, e Coronel Mateus, que é o comandante geral do Corpo de Bombeiros, irão até Santa Helena para acompanhar investigações sobre suspeita de incêndio criminoso na cidade, que levou o prefeito a declarar estado de calamidade pública.

Ronaldo Caiado (DEM) durante pronunciamento | Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

O governador também informou que ainda não há dados precisos que digam quantos desses fogos se iniciaram por ato criminoso, mas disse que isso está sendo levantado pela Polícia Civil de Goiás. “A pessoa que se propõe a colocar fogo numa mata, numa pastagem, num momento em que o estado está há 120 dias sem uma chuva, tem um único objetivo, que é praticar um crime e esse crime tem várias consequências”, chancelou.

Além disso, ele reafirmou que todas as forças do Estado estão trabalhando em conjunto para reverter essa situação. Questionado sobre investimentos do Poder Público nessa ação, Caiado disse que o Governo tem trabalhado para adequar o orçamento em prol do que está acontecendo.

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.