Relator inclui Ricardo Barros como investigado na CPI da Covid

Renan Calheiros anunciou que deputado federal e líder do governo na Câmara será investigado formal no caso Covaxin e em outros

Jefferson Rudy/Agência Senado
À mesa, líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR). Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O relator da CPI da Covid Renan Calheiros (MDB-AL) anunciou, nesta quarta-feira (18), que incluirá o deputado Ricardo Barros (PP-PR) como investigado formal no caso Covaxin e em outros. Apesar disso, o parlamentar não deve ser ouvido novamente pela Comissão.

O líder do governo na Câmara é pivô de denúncias de irregularidades que envolvem as tratativas entre o governo federal e a Precisa Medicamentos. O parlamentar teria intermediado a compra da vacina indiana Covaxin e cometido outras ilicitudes.

Os senadores entenderam como pouco produtivas as oitivas do parlamentar. O motivo seria o foro privilegiado, que impede que a CPI tome medidas coercitivas contra o parlamentar.

A oitiva de Barros na Comissão foi suspensa após o deputado dizer que a CPI da Covid atrasou a vacinação no país. Os senadores se irritaram e suspenderam a sessão. O presidente das investigações Omar Aziz retomou a oitiva apenas para encerrá-la formalmente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.