Rejeitado pela família, jovem gay de 16 anos se mata em SP

Desabafo de um amigo do adolescente Lui Aquino repercutiu nas redes sociais nesta quinta-feira (5)

Lui Aquino morreu na última terça-feira (13) | Fotos: Facebook

Lui Aquino morreu na última terça-feira (13) | Fotos: Facebook

Um desabafo publicado na noite da última quarta-feira (4/11) no Facebook viralizou e tem chamado a atenção de usuários da rede social. Na postagem, o jovem Gil Lima relata a morte de um amigo, que supostamente vítima da intolerância da própria família, resolveu se matar.

Segundo a publicação, o adolescente Lui Aquino, de 16 anos, cometeu suicídio na terça-feira (3), em Poá, interior de São Paulo.

“O garoto Lui Aquino sempre alegre e sorridente travava uma guerra dentro de si, pois vivia cercado dentro de sua própria familia por seres desumanos que o reprimiram e não aceitavam sua diferença sexual, se enforcou buscando na morte uma paz de espírito que não conseguia encontrar”, relatou o amigo.

A publicação no Facebook já tem mais de mil compartilhamentos e comentários, além de cerca de 14 mil curtidas. Na conta pessoal de Lui Aquino, diversos usuários deixaram mensagens de luto, pedindo também o fim da intolerância e da homofobia.

A morte de Lui também foi notícia no blog “Homofobia mata”, que registra os casos de mortes envolvendo homossexuais em todo o País.

12 respostas para “Rejeitado pela família, jovem gay de 16 anos se mata em SP”

  1. Avatar Leandro Santos da Silva disse:

    Religiões estão destruindo vidas e famílias brasileiras, interferindo de forma abusiva e devastadora na saúde mental e sexual dos jovens levando-os ao limite da existência da vida, que é o suicídio.

    Há uma crise de atenção básica em nossa sociedade que precisa de regulamentação para punir com rigor o crime de homofobia, não temos o direito de ensinar que todas as pessoas pertençam à organizações religiosas, incluindo o seu próprio filho (homossexual ou não), caso contrário enfrentará o Amargedon=suicídio.

    Hoje, de acordo com a filosofia moderna, a bíblia reproduz privilégios (milionários) para o sacerdócio religioso no Brasil, em vez de aperfeiçoar a sociedade.

  2. Avatar Miguel N da Silva disse:

    LAMENTÁVEL QUE AINDA HAJA ESSE IPO DE ATITUDES DE PESSOAS DIAS CRISTÃS.QUE DEUS OQUE SEUS CORAÇÕES E DE TANTOS COMO ELES.

  3. Avatar Jonas Consentino disse:

    Vivemos num país de ignorantes. E sempre serão! Mesmo quem é gay, trata a condição como opção. Ninguém opta ser gay, portanto é uma condição, vc nasce gay, desde pequeno vc já se sente diferente. A batalha piora na adolescência. É raro um gay que não tenta suicídio na adolescência. Poucos sobrevivem à pressão, e o apoio da família nestas horas é fundamental. Na adolescência eu tentei namorar garotas, tentei psicólogos, psiquiatras, etc… quando vi que não tinha outra saída, ou eu me assumia para mim, ou viveria uma farsa, decidi que queria morrer, pra me livrar de todo o fardo de sentimentos ruins do momento. Minha tentativa de suicídio não deu certo, e eu quase fiquei sem algumas partes do meu corpo. Foi então que meus pais se conscientizaram que eu não queria estar nesta condição, e partiu deles que eu me assumisse para mim e tentasse ser feliz. Se não fosse o apoio deles, com certeza eu teria tentado novos suicídios, porque nascer gay não é para qualquer um, somente os fortes sobrevivem.

  4. Avatar Alexandre Giviet disse:

    O problema Básico não é apenas com a questão da Homofobia em si … O problema é algo muito mais profundo é algo cultural que está enraizado nessa desgraca de país chamado Brasil aonde ninguém se respeita ou respeita o próximo basta você sair na rua para ver pessoas totalmente dementes duelando por bobagens , aqui mesmo na internet é possível ver a falta de respeito e da intolerância dos próprios brasileiros com relação a tudo, se existe um tema sobre determinado assunto, existe um debate com ( várias pessoas dando suas opiniões diferentes em relação ao tema ) e quando menos se esperar as pessoas começam gratuitamente a se ofenderem e se agredirem verbalmente entre si apenas por não respeitarem a opinião do outro ” por não conseguirem refutar ” o argumento do outro começam a usar da covardia e da agressividade para querer ” impor ” seu pensamento. É isso não é só na internet e em estádios de futebol ( torcedores que matam uns aos outros apenas por não aceitar o time do outro ) e na religião ( Católicos X protestantes ) em todas as áreas .. O problema está nos próprios brasileiros que foram criados em uma cultura de não aceitar aquilo que eles julgam errado por ser diferente .. Aliás diga-se de passagem o Brasil segundo a ONU ( organização das nações Unidas ) é considerado o país mais Intolerante do mundo quer exemplos??? Basta que uma pessoa feche um brasileiro no trânsito para ele já começar a querer arrumar briga, basta que alguém faça um elogio a namorada de um brasileiro para ele já querer agredir fisicamente o outro, basta que um vizinho reclame de algo errado que o outro vizinho faca para um querer matar o outro . Percebe-se a intolerância dos brasileiros de um modo geral em pequenas coisas … Basta um rapaz mais velho amar uma menina mais nova para que outros os des-respeite chamando de Pedófilo , basta um negro passar na rua que ele já é alvo de discriminação , basta um Rico namorar uma mulher pobre que já é discriminado e já houve palavras de agressão do tipo ” ela só está com você pelo dinheiro ” basta você está acima do peso que já é des-respeitado e ofendido sendo chamado de obeso percebem o quanto o problema é ” cultural e comportamental ” dos brasileiros ??? Veja nos anos 60 época da ditadura militar no Brasil aonde o Brasil cometeu a pior covardia matando, torturando , escravizando e perseguindo pessoas apenas porque elas não concordavam com o governo do BR… Talvez para um brasileiro seja difícil entender o ” seu comportamento ” mais para um europeu é fácil enchergar aonde está o erro no Brasil.. Ele foi vítima de perseguição e mals tratos da própria família oque é muito pior apenas por ser gay mais milhares de pessoas no Brasil sofrem o mesmo por causas diferentes seja em relação a uma doença física , seja em relação a uma religião , seja em relação a um time de futebol … O problema está no brasileiro de um modo geral que não aprendeu ainda a conviver , aceitar e respeitar as diferenças . Nos USA famílias Ciganas são Respeitadas, Famílias AMISH, são Respeitadas, Religiosos são Respeitados , indígenas são Respeitados mais no Brasil??? Será que essas pessoas são Respeitadas não??? Pois o brasileiro é um povo debochado, um povo que não respeita nem a si mesmos quanto mais a outros basta por exemplo um extrangeiro visitar o Brasil para notar que só de estar no país ele já é alvo de deboche , e Brasileiros já começam a ensinar ” palavras de baixo calão ” a ele isso só reforça mais uma vez que o problema é cultural e enquanto os brasileiros de uma forma geral não aprenderem a respeitar e a se comportar aprenderem a viver em sociedade respeitando as diferença tragedias como essas continuaram acontecendo .

  5. Avatar Decy Pires disse:

    Meu Jesus Cristo a vida é muito mais valiosa do que preferência sexual!

  6. Avatar Patrícia disse:

    Tudo é muito complicado, pois o jovem está vivendo os seus conflitos, mas a família não aceita . Não acho que seja fácil para uma mãe que teve teve filho homem, ver o garoto começando a ficar afeminado e aceitar . Parabéns para os pais que conseguem fazer isso. Não concordo com a ideia e que nasce gay. Não é comprovado genericamente isso, e ainda tem o índice muito grande de abuso na primeira é segunda infância ( que na maioria das vezes , leva o jovem abusado a homossexualidade) . Posso ser radical , mas se essa for a vontade oubo desejo da pessoa, ela va viver e ser feliz depois de não viver mais com os pais . E hoje as coisas estão assim por isso . Oh o garoto é gay , tenho que aceitar se não ele se matá.
    Os pais estão vivendo assim .E se um não aceita , esse é homofobico. E como fica os pais ? que sabe como crioiu o filho E vê como o filho está . ? Ninguém pensa nisso .
    Acho que liberdade se trata disso . De eu querer ou não aceitar alguma coisa . Ou nasce homem ou mulher o depois faz parte de escolhas, abusos ou curiosidades . E ninguém é obrigado a aceitar o que não quer . Tenha idade , saia e casa e vá viver a sua vida . Aí vai ser questão de tempo .

  7. Avatar Joao Braga disse:

    Agora a família tem obrigação de aceitar filho viado? Se ele quis se matar, problema dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.