Governo do Estado apresentou explanação sobre como serão as regras previstas na PEC da reforma da Previdência para servidores de Goiás

Presidente da Goiás Previdência, Gilvan Cândido | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

[relacionadas artigos=”217728″]

De acordo com as novas regras da reforma da Previdência do Estado de Goiás, o trabalhador com 35 anos de contribuição, quando aposentado, receberá 90% do valor da média dos salários de contribuição. Considerando, por exemplo, que a média de salários dos servidores é de R$ 3.900, o benefício será 90% disso, ou seja, R$ 3.510. Sobre a média salarial incindirá o percentual de 60% mais 2% a cada ano que exceder os 20 anos de contribuição.

Atualmente o cálculo da aposentadoria dos servidores estaduais é feita com uma média aritmética simples com 80% dos salários de contribuição. A PEC propõe que essa média seja feita com 100% dos salários de contribuição.

O governo ressalta também que a reforma não interfere em quem já adquiriu os direitos para aposentadoria. Mas as regras valerão para quem estiver caminhando para a aposentadoria. Segundo tabela apresentada pela equipe econômica, só no Poder Executivo mais de 3 mil segurados podem se aposentar a qualquer momento.

Na tarde desta segunda-feira, 28, o governo do Estado apresenta o texto da reforma para a Assembleia Legislativa, onde a matéria vai tramitar por meio de Proposta de Emenda à Constituição. Segundo o presidente da Casa, a ideia é aprová-la até o fim deste ano.