Reforma estadual não irá interferir nos direitos de quem já se aposentou. Entenda

Governo do Estado apresentou explanação sobre como serão as regras previstas na PEC da reforma da Previdência para servidores de Goiás

Presidente da Goiás Previdência, Gilvan Cândido | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

De acordo com as novas regras da reforma da Previdência do Estado de Goiás, o trabalhador com 35 anos de contribuição, quando aposentado, receberá 90% do valor da média dos salários de contribuição. Considerando, por exemplo, que a média de salários dos servidores é de R$ 3.900, o benefício será 90% disso, ou seja, R$ 3.510. Sobre a média salarial incindirá o percentual de 60% mais 2% a cada ano que exceder os 20 anos de contribuição.

Atualmente o cálculo da aposentadoria dos servidores estaduais é feita com uma média aritmética simples com 80% dos salários de contribuição. A PEC propõe que essa média seja feita com 100% dos salários de contribuição.

O governo ressalta também que a reforma não interfere em quem já adquiriu os direitos para aposentadoria. Mas as regras valerão para quem estiver caminhando para a aposentadoria. Segundo tabela apresentada pela equipe econômica, só no Poder Executivo mais de 3 mil segurados podem se aposentar a qualquer momento.

Na tarde desta segunda-feira, 28, o governo do Estado apresenta o texto da reforma para a Assembleia Legislativa, onde a matéria vai tramitar por meio de Proposta de Emenda à Constituição. Segundo o presidente da Casa, a ideia é aprová-la até o fim deste ano.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.