Após decisão favorável a candidatura de George Morais (PDT), o deputado Thiago Albernaz (MDB) perdeu o direito ao mandato. Entretanto, o jurídico do parlamentar emitiu nota nesta quarta-feira, 9, confiante com a recontagem dos votos.

“A equipe jurídica do deputado estadual Thiago Albernaz (MDB) aguarda a recontagem de votos e do cálculo do quociente eleitoral, pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), e tem tranquilidade quanto à reeleição de Albernaz para um próximo mandato, com a convicção de que a mudança na composição da Assembleia Legislativa de Goiás não afetará o resultado do deputado Thiago Albernaz. A assessoria espera a confirmação via informações oficiais para avaliação de medidas cabíveis, se necessárias”, diz a nota.

A deliberação acontece, porque o Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta terça-feira, 8, o deferimento do recurso do candidato a deputado estadual George Morais (PDT), por unanimidade, no registro de candidatura das Eleições de 2022. A candidatura havia sido impugnada, e o registro negado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO).

Com a retotalização de votos, Thiago volta ao páreo e quem não assume o mandato é o deputado eleito Cristóvão Tormin (Patriotas), eleito em último lugar e com pouco mais de 17 mil votos.